P r o j e c t o     d e     I n v e s t i g a ç ã o
P r o j e c t o     d e     I n v e s t i g a ç ã o
 
Principais actividades e responsabilidades Estudo sobre diferenças em biodiversidades e abundância da herpetofauna com a altitude em duas florestas tropicais de idades diferentes (4 e 40 anos) na cordilheira do Merendón nas Honduras
Local da Investigação Montanha do Merendón (Honduras)
Datas (de – até) 1 de Julho de 2003 - 20 de Agosto de 2003
   
Abstacto

Estudo da biodiversidade e abundância de répteis em dois tipos de florestas diferentes nas montanhas do Merendón nas Honduras: Nas terras baixas da floresta nebulosa de El Paraíso e a altas altitudes, na zona central e periférico da zona protegida do Parque Nacional do Cusuco, uma floresta muito mais velha.

A biodiversidade e abundância dos répteis foram medidas baseadas em capturas realizadas durante um período de dois meses (de 01 de Julho 2003 até 20 de Agosto de 2003) nas florestas acima mencionadas.

Os métodos de captura incluíram armadilhas, abrigos artificiais e passeios oportunistas. O número de capturas foi geralmente mais baixo do que o previsto em ambas as zonas. Na floresta do Cusuco obteve-se uma maior abundância de répteis do que em El Paraíso e baixa biodiversidade, muito similar aos resultados obtidos na floresta de El Paraíso. A diferença em abundância foi atribuída ao diferente tipo de floresta e à diferença de idade das florestas.

Variáveis tais que altitude, penetração da luz, espessura da camada de folhas (no chão), gradiente, percentagem de rocha presente, presença de troncos e árvores caídas, densidade da vegetação, e visibilidade horizontal foram medidos em cada sítio de captura. A penetração da luz (percentagem de luz a chegar ao solo da floresta) e factores associados: densidades da vegetação, presença de árvores na proximidade, visibilidade horizontal, mostraram serem de muita importância e factores limitativos.
Achou-se que o método de estudo foi era útil para determinar a qualidade de uma floresta.

Anolis
Projeto de Investigação

O projecto de investigaçao pode ser visto aqui, mas só em Inglês, língua na qual tive de o escrever. Ainda não tive paciência para traduzur (talvez um dia). No fim há imagens das diferentes espécies encontradas. Muitas delas carecem de nome, pois os livros disponíveis para os identificar eram escassos. Se alguém souber de alguns nomes, escrevam-me.